Place des Voges

Costumo dizer que para se conhecer a história de um lugar é preciso andar e Paris é um dos melhores lugares para colocar esse conceito em prática. Foi justamente caminhando, muito pela cidade que descobrimos a Place des Voges. Um lindo jardim, com estatuas e fontes, em volta desse jardim um harmonioso conjunto de prédios de tijolos vermelhos e telhados pontiagudos na cor cinza.

Mas nosso momento descoberta foi enquanto tomávamos um café no Café Hugo, antes de continuar, já vou logo dizendo que nem tinha visto o nome do café e nem pesquisado nada sobre a tão famosa praça, sentamos na primeira mesa vaga que encontramos desde que chegamos no local. Nessas horas costumo pensar no universo conspirando a meu favor mais uma vez, mas voltando ao café, ouvimos um garçom ostentar com muita pompa para um grupo de turistas sobre um escritor muito famoso que havia sido morador da Place des Voges.

Pois é, nada mais nada menos que Victor Hugo, o escritor mais famoso do seculo XIX, autor de ” O Cordunda de Notre Dame”, entre outras obras, residiu por um bom tempo exatamente ali no coraçao do bairro Marais, mais precisamente no número 6.

A entrada na casa de Victor Hugo é de graça, e conhecer onde nasceram tantas obras de sucesso, no faz entender um pouco mais sobre o criador e as criaturas (autor e suas obras), foi como se a ficção saísse do papel e tomasse forma.

Victor Hugo o gênio romancista francês, teve também papel muito importante como ativista dos direitos humanos e era um escritor progressista e de enorme consciência social. Estar ali em sua casa e sentir a atmosfera em que ele viveu foi como voltar no tempo.

Advertisements